Skip to main content
Rebanho de alces no Wyoming

Wyoming

Uma escapada de inverno inesquecível… para alces?

Por: Jennifer Lubell

Tony Hough/Serviço de Peixes e Animais Silvestres dos EUA
1 de 1
  • Estados:
    Wyoming

Quando as coisas ficam difíceis, eles saem de férias.

Jackson Hole, Wyoming — espremido entre o Yellowstone National Park (Parque Nacional Yellowstone) e o Grand Teton National Park (Parque Nacional Grand Teton), no noroeste do estado de Wyoming — é conhecido por suas paisagens impressionantes, chalés aconchegantes e amplas pistas de esqui. Não é para menos que esta bela região do país atrai milhares de visitantes a cada ano, inclusive os membros do rebanho de alces de Jackson, o maior grupo de passagem de inverno de alces do mundo. É verdade que eles não portam passaporte nem fazem excursões, mas os alces de Wyoming já sabem algumas coisas sobre como aproveitar ao máximo o inverno.

O Refúgio Nacional de Alces

À medida que as temperaturas caem nas montanhas próximas, o rebanho inicia sua jornada para o Refúgio Nacional de Alces, que fica ao norte da principal cidade da região, Jackson.

Essa bela região oferece condições mais suportáveis do que o Yellowstone National Park, o Grand Teton National Park e a Bridger-Teton National Forest, onde os alces costumam viver. A neve não fica tão profunda e é mais fácil encontrar alimentos.

Segundo Lori Iverson, especialista em orientação e serviços para visitantes do Serviço de Peixes e Animais Silvestres dos EUA, milhares de alces migram para este local de escolha a cada ano. No refúgio, os alces são alimentados e recebem os cuidados de uma equipe que adora animais.

Onde há alces, geralmente há predadores por perto. “É comum avistar coiotes ao andar de trenó ou caminhar pelo refúgio. Também temos lobos, mas é mais difícil de vê-los”, diz Iverson. O refúgio também tem uma grande população de carneiros-selvagens norte-americanos, que passam o inverno nos penhascos rochosos para manter distância dos predadores.

Como um hotel, o refúgio só pode receber bem um certo número de alces de uma só vez. Cobrindo aproximadamente 10.000 hectares de um importante habitat localizado perto da conhecida cidade "resort" de Jackson, Wyoming, o refúgio acomoda 5.000 alces com conforto, embora em alguns anos o lugar fique abarrotado de animais. “O inverno do ano passado foi bem severo e vieram até 8.000 alces”, lembra Iverson.

Se dividir seu espaço com alces selvagens é um sonho que você sempre teve, coloque seu anoraque na mala e dirija-se a Jackson Hole este inverno.

Todos os anos, milhares de alces descem das montanhas para passar o inverno no Refúgio Nacional de Alces em Jackson Hole, Wyoming.

Todos os anos, milhares de alces descem das montanhas para passar o inverno no Refúgio Nacional de Alces em Jackson Hole, Wyoming.
Ver mais
Lori Iverson/Serviço de Peixes e Animais Silvestres dos EUA

Quando visitar o refúgio        

É mais provável que veja o rebanho se visitar o refúgio entre janeiro e abril. Nem sempre é fácil prever quando os alces voltarão aos parques nacionais — às vezes isso acontece já em março. Em outros anos, chega maio e os funcionários do refúgio começam a pensar "muito bem, amiguinhos, está na hora de vocês começarem a ir embora", comentou Iverson.

Mas Iverson diz que não cansa de suas experiências no refúgio. “Se algum dia eu não ficar eletrizada por ver carneiros-selvagens norte-americanos ou alces, estará na hora de partir em busca de outros rumos.”

Veja os alces de um trenó aberto puxado por um cavalo

Um dos jeitos divertidos de ver os alces de perto é fazer um passeio de trenó pelo refúgio. Trenós puxados por cavalos entram diretamente no meio do rebanho de alces, permitindo, assim, que você fique cara a cara com esses enormes mamíferos. “Nosso programa favorito no inverno, disparado, é o passeio de trenó”, disse Iverson. “É possível chegar inacreditavelmente perto, e para algumas pessoas é o mais próximo que elas já chegaram de animais selvagens.” Se você preferir não fazer o passeio guiado, poderá ver o rebanho na Elk Refuge Road, a principal estrada que corta o refúgio. Mas não deixe de dar uma parada no centro de visitantes do refúgio para conversar com os funcionários a respeito de oportunidades para ver os animais silvestres antes de pegar a estrada aberta.

Você pode ficar cara a cara com o rebanho ao longo de um passeio guiado em um dos trenós do Refúgio Nacional de Alces.

Você pode ficar cara a cara com o rebanho ao longo de um passeio guiado em um dos trenós do Refúgio Nacional de Alces.
Ver mais
Lori Iverson/Serviço de Peixes e Animais Silvestres dos EUA

Tópicos relacionados: