Skip to main content
O lado selvagem e maravilhoso de West Virginia

West Virginia

O lado selvagem e maravilhoso de West Virginia

1 de 1
  • Estados:
    West Virginia

Na minha infância, quando morei por vários anos no estado natal de minha mãe em West Virginia, descobri que meu lar temporário era um lugar intrigante e complexo.

Alguns de nossos vizinhos o consideravam o mais setentrional dos estados do sul; outros como o mais meridional dos estados do norte. Ao leste, os parentes agiam como se fossem realmente parte de Virgínia do outro lado da fronteira; ao oeste, meus primos que moram às margens do rio Ohio consideravam-se mais como pertencentes ao centro-oeste. Mas todos concordavam em uma coisa: West Virginia era um estado orgulhoso, resoluto, independente e original – o único a ganhar forma após a Guerra Civil Americana. Para ver como era em 2015, seu 152º ano de estado, fiz uma viagem nostálgica de volta para visitar os locais onde passei minha infância e lugares nunca visitados anteriormente.

Primeira parada em Wheeling

O primeiro porto de escala era Wheeling, a primeira capital do estado e local em que West Virginia tornou-se estado oficialmente independente no dia 20 de junho de 1863. Lá, descobri que os nativos de West Virginia tiveram seus momentos de revolta por alguns anos antes da Guerra Civil Americana. Separados de grande parte do resto da Virgínia pela cordilheira dos Apalaches e de Blue Ridge, eles se sentiam isolados do resto do estado e ignorados pelo governo na distante capital do estado, Richmond. Então, quando seu estado-mãe decidiu se separar da União para se juntar à Confederação do Sul, eles decidiram que estava na hora de se separarem de Virgínia, tornando-se o 35º estado dos EUA, West Virginia, em 1863.

Enquanto estive na região, explorei o belo Oglebay Resort, situado em cerca de 700 hectares de parques municipais e abrangendo jardins, 36 buracos de golfe, lagos de pesca e barcos, cabanas de hóspedes, um spa e um museu localizado na graciosa mansão de 1846. Em seguida, para algo completamente diferente, dirigimos pela ponte suspensa do rio Ohio, que, nos anos de 1800, fora cruzada por milhares de pioneiros em direção ao oeste.

A Wheeling Suspension Bridge em Wheeling, West Virginia, abrange o rio Ohio. Ela foi construída em meados de 1800.

A Wheeling Suspension Bridge em Wheeling, West Virginia, abrange o rio Ohio. Ela foi construída em meados de 1800.
Ver mais
jcsullivan/Flickr

Cúpula dourada e atrações às margens do rio

Depois, fomos para o sudeste até a capital atual do estado, Charleston, que tem uma localização mais centralizada. Seu horizonte sem grandes alturas é dominado pela cúpula de 89 metros de altura (adornada em ouro de 23,5 quilates!) do Capitólio do Estado. Saímos para beber e fazer um lanche no terraço do pitoresco Capital Market antes de explorar as lojas de comida e vinho do local.

No entanto, a região ao sudeste e nordeste de Charleston é mais conhecida para os visitantes estrangeiros. As montanhas, que se elevam a altitudes de até coisa de 1,5 mil metros em Spruce Knob, na região serrana de Potomac, inspiraram o apelido de West Virginia: “O Estado das Montanhas”. Nas montanhas, há resorts de esqui, belos parques estaduais, cachoeiras e estradas sinuosas que serviram de inspiração para um dos hinos oficiais do estado, o Take Me Home, Country Roads, de John Denver.

A base ideal para pesca e rafting é Fayetteville, sudeste de Charleston e a porta de entrada para o espetacular New River Gorge (garganta do novo rio, que realmente tem pelo menos 65 milhões de anos). Com uma queda de quase 230 metros em cerca de 80 quilômetros apenas, ele atrai praticantes de rafting em água branca, cujas necessidades de acomodação, refeição e equipamentos são atendidas por comerciantes da área ribeirinha.

O horizonte de Charleston é dominado pela cúpula dourada do Capitólio do Estado.

O horizonte de Charleston é dominado pela cúpula dourada do Capitólio do Estado.
Ver mais
Divisão de Turismo de West Virginia
Mais informações

Uma mina de carvão e um resort elegante

Ao sul, a Interstate 64 que cruza o estado vai até Beckley, onde você pode visitar o centro de Tamarack, que exibe e vende uma variedade enorme de obras de arte e artesanatos de West Virginia, e chega a mais de 450 metros abaixo do solo em uma vagoneta na Beckley Exhibition Coal Mine. Depois ela segue pela encantadora Lewisburg, do século 18, onde as ruas repletas de sombra das árvores e tentadoras galerias de obras de arte e antiguidades levam a uma casa de shows construída em 1902 pelo filantropo Andrew Carnegie e, por fim, a White Sulphur Springs, lar do mundialmente famoso resort Greenbrier de 2.630 hectares.

Spa desde o final dos anos de 1700, The Greenbrier já teve vários hóspedes ilustres, como alguns presidentes dos EUA, estrelas de cinema e o Duque e a Duquesa de Windsor. Você pode jogar uma partida de golfe em um de seus campos lendários, jantar em um de seus restaurantes elegantes e depois, para algo completamente diferente, visitar o antigo bunker subterrâneo secreto construído para abrigar o governo dos EUA em caso de um ataque nuclear da Guerra Fria.

Ao norte está a antiga cidade de vigas de madeira de Cass, onde fizemos uma viagem emocionante pela Cass Scenic Railroad até Bald Knob. A essa altura, estávamos na região de esqui, onde você pode apreciar as encostas e acomodações luxuosas nos resorts familiares de Snowshoe e Canaan Valley, uma pousada na antiga cidade mineira de Davis, que parece um cenário de filme ocidental.

Depois, fomos até o “Eastern Panhandle” do estado, que fica aninhado em um canto de Maryland e Virgínia. Em Berkeley Springs, cidade-spa do século 18 também conhecida como Bath, seguimos o exemplo do primeiro presidente dos EUA, George Washington, e recarregamos nossas energias nas termas da Roman Bath House, de 1815.

A vizinha Shepherdstown, que data a 1762 e é uma das cidades mais antigas de West Virginia, tem casas antigas e adoráveis, lojas acolhedoras, ótimos restaurantes e diversos outros destaques famosos: o primeiro barco a vapor dos EUA fez seu teste de funcionamento ali, nas águas do rio Potomac. Além disso, ela é a cidade mais próxima de Antietam, o famoso campo de batalha de Maryland na Guerra Civil Americana.

Mais informações

Harpers Ferry

Mas, possivelmente, a cidade mais conhecida internacionalmente de West Virginia é Harpers Ferry, que fica na famosa Appalachian Trail, em um vale pitoresco onde os rios Potomac e Shenandoah se encontram. Alguns acreditam que foi lá que a Guerra Civil Americana começou de fato. Eles datam até a noite de 16 de outubro de 1859, quando o abolicionista John Brown e seus seguidores invadiram o arsenal local para fornecer armas a uma rebelião de escravos. Ele foi preso, julgado e executado em Charles Town, e a história continuou até, entre outras coisas, criar o estado de West Virginia.

Este artigo foi publicado originalmente na edição de Inverno de 2013 da revistaEssentially America.

A tranquila Harpers Ferry, localizada entre os rios Potomac e Shenandoah, parece congelada na história.

A tranquila Harpers Ferry, localizada entre os rios Potomac e Shenandoah, parece congelada na história.
Ver mais
David Fattaleh/Divisão de Turismo de West Virginia
Mais informações
Explorar mais