Skip to main content
Northlandz
1 de 1
  • Estados:
    Nova Jersey

A maior estrutura de modelismo ferroviários do mundo é uma realização fascinante.

Modelismos ferroviários normalmente são tão pequenos que é possível montar toda uma linha no tampão de uma mesa. Para Bruce Zaccagnino, contudo, este hobby em pequena escala assumiu proporções gigantescas.

Tudo começou em um porão 40 anos atrás: as coleções de trens foram aumentando, com mostruários de modelos cada vez maiores, até que Bruce se viu forçado a construir um segundo porão. Por fim, teve de escavar cinco deles. O projeto de porões, no entanto, acabou sendo apenas o prelúdio para algo ainda maior. De início, Bruce abria o porão duas vezes ao ano para o público e destinava a renda a instituições beneficentes. Por sua vez, as pessoas estavam tão extasiadas e maravilhadas com o que vivam que Bruce decidiu ser aquele o momento de “presentear o mundo com sua criação”! E assim, nasceu Northlandz.

Lar da Grande Ferrovia Americana

Em Northlandz, “Lar da Grande Ferrovia Americana”, 135 locomotivas puxando milhares de vagões correm por mais de 12 km de pistas, cruzando pontes de quase 13 metros de extensão, criando a maior estrutura de modelismo ferroviário do planeta, considerada por muitos uma genuína maravilha do mundo.

Bruce é dono de um senso de humor aguçadíssimo, estampado nas engraçadíssimas legendas usadas para descrever algumas das cenas malucas criadas por ele. Como a da velha senhora que se recusou a vender sua casa à empresa mineradora e agora mora em um minúsculo pedaço de terra totalmente escavado pelos mineiros ao redor. Certa vez, um rapaz de 18 anos entrou desgovernado na exposição e arruinou parte do cenário; Bruce simplesmente transformou a área em uma miniatura de acidente de trem, completa com pistas quebradas e trens descarrilados. No meio das 4.000 construções, 400 pontes, meio milhão de árvores recobertas de líquen e uma montanha de 9 metros, esconde-se uma “fazenda do tamanho de um palito de dente” com uma fábrica ao lado.

Além de um vasto acervo de itens ferroviários, o prédio abriga também uma coleção bastante variada com mais de 200 bonecas e outras obras de arte de artistas locais. Bruce, que é organista concertista, se apresenta todos os dias ao órgão de tubos em uma requintada sala de concertos com 300 assentos.

Em Northlandz, Bruce desempenha várias funções, cada uma representada por um chapéu: criador, engenheiro, artista, músico e colecionador. O chapéu que lhe cair melhor no dia ele vestirá. O irônico é que Bruce começou esse negócio como demonstração de amor pela arte e entretenimento, e não pelos trens; ele mesmo diz nunca ter andado em um.

O que você deve saber antes de ir

Na parte externa, você encontra também uma ferrovia em tamanho real para trens de bitola estreita que oferece passeios durante o dia por um custo adicional. Aviso aos que sofrem algum tipo de indisposição respiratória: como se pode imaginar, manter a limpeza de uma exposição gigantesca e tão meticulosamente detalhada como a de Northlandz é praticamente impossível. Embora o prédio seja aparentemente equipado com ventiladores, tudo, incluindo o próprio ar, é carregado de poeira.

Conteúdo criado originalmente para a Atlas Obscura.

Mais informações
Explorar mais
Passeio de veleiro ao pôr do sol no rio Hudson

Destino

Jersey City

Show de Bruce Springsteen no Prudential Center

Destino

Newark

Northlandz
Ver mais

Experiência

Northlandz