Skip to main content
Cena dos alpinistas subindo o Devils Tower, em Wyoming

Wyoming

Capturando a cena: escalada do Devils Tower

Por: Chris Blose

MacGillivray Freeman Films
1 de 3
Fazendo rapel no Devils Tower National Monument, em Wyoming

Wyoming

Capturando a cena: escalada do Devils Tower

Por: Chris Blose

MacGillivray Freeman Films
2 de 3
Devils Tower National Monument, em Wyoming

Wyoming

Capturando a cena: escalada do Devils Tower

Por: Chris Blose

MacGillivray Freeman Films
3 de 3
  • Estados:
    Wyoming

Devils Tower se destaca das savanas que o cercam no nordeste do estado de Wyoming.

Os fãs de cinema irão reconhecer seu formato icônico: serviu como área de aterrisagem extraterrestre no filme de ficção científica Contatos Imediatos do Terceiro Grau, de 1977. Mas os fanáticos por escaladas são atraídos ao pico de rochas ígneas de 386 metros de altura localizado em Black Hills por outro motivo.

Escalando o Devils Tower, em Wyoming

 

De acordo com Shaun MacGillivray, produtor do novo filme da MacGillivray Freeman Films, America Wild: National Parks Adventure: apresentado por Expedia e Subaru. “Ele parece plano, e de repente, você vê um arranha-céu natural, que sobe aos céus de forma dramática, deixando todo o resto pequeno. E é isso que o tona uma escalada tão fantástica.”

Apenas um pequeno número de visitantes do Devils Tower National Monument realmente conseguem terminar a escalada. Em 2014, o famoso alpinista Conrad Anker, seu filho Max Lowe e Rachel Pohl, uma amiga da família, começaram a escalada durante as gravações de America Wild: National Parks Adventure. E, provavelmente ainda mais impressionante, foram acompanhados pela equipe que estava gravando a cena desta escalada.

“Tivemos a sorte de contar com uma grande equipe, na qual estava Michael Brown, que sabe filmar cenas incríveis em lugares difíceis como o Everest”, disse MacGillivray, referindo-se ao veterano produtor de cinema que escalou até o pico da montanha mais alta do mundo várias vezes.

Essa experiência foi muito importante, considerando a logística necessária para capturar essas cenas no meio da subida e no topo do Devils Tower. Para gravar um filme em formato gigante, é preciso transportar todo o equipamento necessário para a gravação, e recarregar o filme o tempo todo, para capturar apenas três minutos da cena de cada vez, o que não é uma tarefa fácil quando a equipe de filmagem está no meio da formação rochosa. Isso sem pensar na sincronização das câmeras sem fio, para capturar cada segundo das emoções dos alpinistas.

“São necessárias 15 pessoas, subindo e descendo a montanha, e muita coordenação, para conseguir essas cenas,” comentou MacGillivray. “Mas, se conseguirmos capturar o momento mais impressionante, dos alpinistas pendurados em um penhasco de mais de 300 metros de altura neste local sagrado, então tudo isso terá valido a pena.”

Esta cena aparecerá no filme America Wild: National Parks Adventure, que estreará nos cinemas em todo o mundo em 2016.

Explorar mais

O histórico trem da Durango & Silverton Narrow Gauge Railroad ganha a montanha

Destino

Durango

Mark Twain Riverboat on the Mississippi in Hannibal, Missouri
Ver mais

Experiência

Hannibal