Skip to main content
Apresentação de jazz no Spotted Cat Music Club na Frenchmen Street em Nova Orleans, Louisiana
1 de 1
  • Estados:
    Louisiana
    Massachusetts
    Missouri
    Illinois
    Nova York
    Tennessee
    Washington

Com origens no blues do sul dos EUA, o jazz é um gênero nascido nesse país e cujas raízes melódicas que se estendem por todo o mundo.

O estilo de improvisação do jazz moderno é derivado de outros gêneros (blues, ragtime, rock e até mesmo hip-hop) enquanto desafia a definição como regra. Do extremo sul ao noroeste do Pacífico, aqui estão sete destinos para descobrir o jazz nos EUA.

Nova Orleans, Louisiana: o berço do Jazz

Sempre uma incubadora de música e dança, as culturas creole, africana, francesa e espanhola de Nova Orleans contribuíram para o nascimento do jazz. Começando pelo início do jazz com Buddy Bolden, nativo de Nova Orleans, na década de 1890, a músicos contemporâneos, como Harry Connick Jr. e Wynton Marsalis, Crescent City é uma musa para inspiração musical. Visite o New Orleans Jazz Museum (Museu de Jazz de Nova Orleans) para uma coleção abrangente de objetos musicais. Passeie pela vibrante Frenchmen Street, ouvindo as notas que saem de casas como The Spotted Cat Music Club e Three Muses. Preservation Hall e Little Gem Saloon são dois outros lugares imperdíveis para a história do jazz e com apresentações de primeira ao vivo. Visite entre o final de abril e o começo de maio para participar do New Orleans Jazz & Heritage Festival (Festival de Jazz e Cultural de Nova Orleans).

Músicos de rua se apresentando em Nova Orleans

Músicos de rua se apresentando em Nova Orleans
Ver mais
Mais informações

Boston, Massachusetts: florescendo a partir da década de 1940

O jazz desabrochou em Boston durante os anos pós-Segunda Guerra Mundial nas décadas de 1940 e 1950. Uma casa notável permanece dessa era: o Wally's Café Jazz Club. Aberto em 1947, o Wally's é uma instituição das apresentações ao vivo em uma atmosfera intimista. À noite, assista à tradicional jam session aberta do Wally's. Tanto The Beehive quanto o Scullers Jazz Club foram considerados pela DownBeat Magazine como dois dos principais clubes de jazz dos EUA, então não se esqueça de incluí-los em sua agenda para uma comida saborosa e músicas criativas. Ouça música ao vivo e ao ar livre agendando sua visita para coincidir com dois eventos aclamados: o Boston Jazz Fest (Festival de Jazz de Boston) em agosto em Seaport e o Berklee Beantown Jazz Festival (Festival de Jazz de Berklee Beantown) em setembro no histórico South End. Veja apresentações de turnê no Berklee Performance Center (Centro de Apresentações de Berklee) de Berklee College of Music (Faculdade Berklee de Música) ou aprecie a atmosfera de cafeteria no Red Room do Café 939 organizado por alunos.

Parte externa do Berklee College of Music em Boston

Parte externa do Berklee College of Music em Boston
Ver mais
Mais informações

Kansas City, Missouri: o jazz firma raízes

A quase não existente aplicação da legislação de bebidas alcoólicas em Kansas City durante a Lei Seca permitiu o crescimento de casas noturnas. Entre os músicos que aperfeiçoaram sua arte nessa época estavam Ben Parker, Big Joe Turner, Charlie Parker, Count Basie Orchestra e Coon-Sanders Original Nighthawk Orchestra. Passeie por Jazz Walk of Fame (Calçada da Fama do Jazz) no distrito histórico de jazz de 18th and Vine. Visite o American Jazz Museum (Museu do Jazz Americano) e não perca um show no Blue Room Jazz Club. Tire uma foto da estátua de Parker nas proximidades. Escolha os clubes locais para ver apresentações todas as noites. Dentro do Green Lady Lounge, com pinturas a óleo exibidas em paredes pintadas de vermelho, ouça músicos locais tocarem o autêntico jazz no estilo de Kansas City. O Majestic Restaurant & Jazz Club, que costumava ser um bar histórico, serve um menu de jazz clássico e carnes. A Mutual Musicians Foundation International continua uma tradição iniciada em 1930 sediando lendárias jam sessions após a meia-noite às sextas e sábados.

O distrito de jazz histórico de 18th and Vine em Kansas City

O distrito de jazz histórico de 18th and Vine em Kansas City
Ver mais
Mais informações

Chicago, Illinois: a migração musical

Não é surpresa que o jazz encontre um lar confortável em uma das cidades mais culturalmente ricas dos EUA. Durante o início do século XX, a Grande Migração trouxe músicos afro-americanos de blues e de jazz subindo o Mississippi River (Rio Mississippi) em direção às cidades do norte. Volte no tempo no Green Mill Jazz Club, um antigo pequeno bar de Uptown em Chicago que remonta a 1907 e preenche seu calendário com uma gama de artistas, desde guitarristas solo a orquestras. Outra casa histórica a visitar é o Jazz Showcase, que apresenta os principais artistas locais e internacionais desde 1947 todas as noites e às tardes de domingo. Jante e continue no bar para ouvir duas bandas por noite no Andy's Jazz Club & Restaurant, a duas quadras ao norte do Chicago River (Rio Chicago), além de próximo ao Grant Park (Parque Grant) e ao distrito de compras de Magnificent Mile. Chicago é lar de dois festivais, o Chicago Jazz Festival (Festival de Jazz de Chicago) no feriado do Dia do Trabalho no início de setembro e o Hyde Park Jazz Festival (Festival de Jazz de Hyde Park) no final de setembro.

Apreciando um concerto ao ar livre no Jay Pritzker Pavilion no Millennium Park de Chicago

Apreciando um concerto ao ar livre no Jay Pritzker Pavilion no Millennium Park de Chicago
Ver mais
Mais informações

Nova York, Nova York: a meca do jazz

O jazz é a trilha sonora da cidade de Nova York, iniciando nas décadas de 1920 e 1930 com as vozes de Duke Ellington, Jimmie Lunceford, Louis Armstrong, Billie Holiday e Cab Calloway cantando no lendário Cotton Club do Harlem. Atualmente, brunches com jazz, dois museus de jazz, o National Jazz Museum (Museu Nacional do Jazz) e o Louis Armstrong House Museum (Museu da Residência de Louis Armstrong), e festivais como o Jazz Age Lawn Party em agosto e o Winter Jazzfest em janeiro atestam o status de meca do jazz da cidade de Nova York. É fácil organizar um itinerário de viagens com uma casa icônica para cada noite na cidade. O Dizzy's Club Coca-Cola, que é parte do Jazz at Lincoln Center e dirigido por Wynton Marsalis, apresenta culinária inspirada no sul. Veja artistas emergentes se apresentando durante a famosa Late Night Session. Outro importante local a visitar é o Birdland Jazz Club NYC, onde a lenda Charlie "Bird" Parker foi a primeira apresentação principal em 1949. Peça pratos cajun enquanto ouve jazz em uma das principais casas de show da cidade. O Blue Note, um marco cultural de Greenwich Village, traz fãs de todo o mundo para ouvir músicos locais, os quais, às vezes, compartilham o palco com algumas das maiores estrelas do mundo do jazz. O Iridium, onde o guitarrista Les Paul tocou semanalmente por 14 anos, continua a atrair cantores e músicos famosos para seus palcos. Acha que perdeu alguma coisa? O Smalls Jazz Club oferece transmissões ao vivo e gratuitas de todos os shows.

O lendário Cotton Club, um marco do Harlem na cidade de Nova York

O lendário Cotton Club, um marco do Harlem na cidade de Nova York
Ver mais

Chattanooga, Tennessee: jazz para as massas

A cidade, conhecida por sua tradicional culinária sulista e recreação ao ar livre, também é terra natal de Bessie Smith, Jimmy Blanton, Lovie Austin e de Yusef Lateef, vencedor do Grammy. Graças em parte a Jazzanooga, uma organização sem fins lucrativos que preserva a história musical local e organiza a weekly Levitt AMP Chattanooga Music Series semanal de agosto a outubro, Chattanooga permanece essencial para o jazz dos EUA. A programação cultural do ano todo de Jazzanooga em celebração ao jazz e as artes inclui um festival, conferências e discussões. O Barking Legs Theater oferece o gratuito Jazz in the Lounge nas noites de quarta, bem como uma jam session mensal. Às quintas, o St. John's Meeting Place apresenta jazz ao vivo à noite. Fãs de música podem ver a coleção de guitarras raras no Songbirds Guitar Museum (Museu de Guitarras Songbirds) ou ver os artefatos no Bessie Smith Cultural Center (Centro Cultural Bessie Smith).

Vista sobre o Tennessee River e o horizonte de Chattanooga

Vista sobre o Tennessee River e o horizonte de Chattanooga
Ver mais

Seattle, Washington: a história da música

Seattle foi outro destino com uma posição leniente em relação ao álcool e a pequenos bares durante a época da Lei Seca, além de permitir que a cena do jazz florescesse. Artistas como Quincy Jones, Ray Charles e Ernestine Anderson fizeram fama aqui. Além de clubes populares, como Tula's Restaurant and Jazz Club, Dimitriou's Jazz Alley, The Triple Door e Seamonster Lounge, Seattle é uma terra de festivais. O Earshot Jazz Festival (Festival de Jazz Earshot) em outubro e novembro é o maior festival de jazz da cidade, mas também é possível planejar uma viagem na época dos festivais de Bellvue e Ballard, ambos em maio, ou do festival de Jazz in the Valley em julho.

Trombone Shorty & Orleans Avenue se apresentando no palco durante o Bumbershoot, um festival de música em Seattle

Trombone Shorty & Orleans Avenue se apresentando no palco durante o Bumbershoot, um festival de música em Seattle
Ver mais
Mais informações