USA Radio
Montana

Destaque: Pompeys Pillar National Monument e Clark Days

Aproveite a vista que o Capitão William Clark testemunhou há mais de 200 anos.


Pompeys Pillar se destaca tanto na paisagem do leste de Montana quanto na história americana. O afloramento de arenito de 46 metros ao longo das margens do Rio Yellowstone é o local da única prova física conhecida ao longo do caminho da expedição de Lewis e Clark de 1804 a 1806. Em sua viagem de volta a St. Louis, o Capitão William Clark registrou a formação em seu diário de bordo, “Nesta rocha eu subi e do topo dela tive uma ampla visão em todas as direções. Do lado norte do rio, altas falésias românticas se aproximam e se inclinam sobre a água por uma boa distância, tanto rio acima quanto rio abaixo... Marquei meu nome e o dia do mês e do ano". Clark chamou a formação de Pomp’s Towe, como o apelido dado ao bebê filho de Sacagawea. Localizado na Trilha Histórica Nacional Lewis and Clark, o rochedo de arenito foi previamente declarado como Marco Histórico Nacional (1965) e estabelecido como Monumento Nacional em 2001. O centro interpretativo de 1737 metros quadrados abriu em 2006.

Como Chegar

O Pompeys Pillar National Monument fica a cerca de 40 quilômetros a leste de Billings, em Montana. A área tem fácil acesso pela Interestadual 94, usando a saída 23, ou pela Rodovia Estadual 312. O acesso ao centro interpretativo, banheiros, estacionamento e área para uso diurno é totalmente liberado.

O centro interpretativo abre diariamente das 9:00 às 18:00.

Hospede-se Aqui

Acampar durante a noite só é permitido na noite do último sábado de julho em comemoração aos Clark Days. Verifique com a Associação Histórica de Pompeys Pillar as acomodações em hotéis e motéis nas imediações.

Certifique-se

De fazer o caminho até o rochedo de arenito seguindo a Riverwalk, que representa o Rio Yellowstone. A Riverwalk começa no estacionamento e segue através do centro interpretativo até a base do Pillar. Placas no caminho citam trechos dos diários de Clark e contam as experiências do grupo, desde sua entrada no Yellowstone em 15 de julho de 1806, até seu acampamento na confluência dos rios Yellowstone e Missouri em 3 de agosto.

Faça um piquenique ou relaxe à sombra dos choupos na área de uso diurno próxima ao Rio Yellowstone.

Não Se Esqueça

De dar uma olhada no nome do Capitão William Clark gravado na rocha há mais de 200 anos. Saiba que existem outros inúmeros recursos culturais, históricos e naturais que são vitais para o Monumento e devem ser tratados com respeito.

A taxa de uso diurno é de $7,00 por veículo. Não há uma taxa separada para o centro interpretativo. Todas as taxas revertem para o local e são usadas para a manutenção e melhorias das instalações. Todos os passes recreativos federais válidos são aceitos no local.

Experimente

Planejar sua visita para o Clark Days (27 e 28 de julho) para comemorar a visita de William Clark ao local em 25 de julho de 1806, durante sua viagem pelo Rio Yellowstone. As atividades incluem programas interpretativos, demonstrações, caminhadas na natureza e uma apresentação principal. A Celebração dos Clark Days em 2013 dará destaque à herança dos nativos americanos do Pillar com apresentações, danças e músicas executadas por membros de várias tribos de Montana. A noite de sábado dos Clark Days é a única noite do ano em que é permitido acampar no Pillar durante a noite.

As taxas de entrada não são cobradas durante os Clark Days, que são patrocinados conjuntamente pelo Bureau of Land Management e pelos Amigos de Pompeys Pillar. Há taxas para comida e refrescos.

Você Sabia?

Você pode ficar na passarela no topo do Pompeys Pillar e identificar os mesmos pontos de referência que Clark usou para descrever o local há mais de 200 anos. A assinatura de Clark não foi a primeira marca deixada no Pompeys Pillar. Na verdade, ele gravou seu nome perto de pictografias e petróglifos de nativos americanos, alguns dos quais podem ser vistos ainda hoje.

Os índios Crow chamavam o Pillar de lugar onde o leão da montanha vive. Isto porque existe uma rocha na face norte do Pillar que lembra a cabeça de um leão da montanha.

 

Por Amy Krause
Bureau of Land Management

Bem-vindo ao Descubra a América!

Agora que se inscreveu, você pode guardar ideias de viagem na sua mala.

Comece a explorar

Digite o seu e-mail e nós lhe enviaremos um link para redefinir a sua senha.

Verifique o seu e-mail.

Comece a explorar

A senha da sua conta foi alterada com êxito. Use a sua nova senha para fazer login.

Comece a explorar