Este website usa Cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Saiba mais sobre como usamos os Cookies.

x
OK
USA Radio
Boston, Massachusetts

Boston, Massachusetts: transbordando história e arte

Por Victoria Shepherd


Conforme meu voo se aproximava para aterrissar em Boston, vi uma camada verde e de árvores abaixo de mim, espalhando-se como um cobertor sobre uma cidade de prédios de tijolos vermelhos. Isso fez com que eu me lembrasse de Londres. Há muito em comum entre a capital da Inglaterra e essa linda cidade cheia de vida em Massachusetts. Ambas têm uma história rica e transbordam arte e cultura. E, nos dois casos, você certamente precisará de mais que um ou dois dias para explorá-las.

Boston Tea Party Ships & Museum

Um dos eventos mais famosos da história da cidade é, claro, o Boston Tea Party. Convenientemente, o ponto inicial de meu passeio cultural foi o Boston Tea Party Ships & Museum. Atores vestidos de modo autêntico me receberam ao embarcar no The Beaver. “Lendall Pitts” e três de seus parceiros me contaram o que aconteceu na noite de 16 de dezembro de 1773 e os eventos que levaram à Revolução Americana, quando Samuel Adams e os Sons of Liberty, os colonos, despejaram 342 arcas de chá no que era então o cais de Griffin’s Wharf por causa do imposto sobre o chá exigido pelos britânicos. Todos os anos, a East India Brewing Company doa o chá que o museu lança no Boston Harbor durante a encenação.

Museum of Fine Arts

Depois disso, passei para o vibrante cenário artístico de Boston. Aberto em 1876, o Museum of Fine Arts abriga mais de 450.000 obras de arte. De obras-primas das Américas, Europa, Ásia e da antiguidade a tecidos, moda e joias, o MFA certamente vai impressioná-lo. Fui ver a nova ala de arte americana. Estão em exposição trabalhos magníficos de John Singer Sargent, Thomas Sully e John Singleton Copley. Esse último mudou-se para a Inglaterra em 1775, logo após o início da Revolução Americana. Alguns dizem que o momento de sua partida de Boston não foi uma coincidência.

Isabella Stewart Gardner Museum

Em seguida, andei até o Isabella Stewart Gardner Museum, no bairro de Fenway-Kenmore. A fachada externa do prédio tem um design moderno e ostenta uma obra de Luisa Rabbia chamada Waterfall. O museu está sediado em um impressionante palácio do século XV em estilo veneziano com três andares de galerias e um belíssimo jardim no pátio.

Comecei minha excursão pelo museu intimista no Gothic Room, que contém principalmente objetos da Europa do período medieval. Somente nessa sala há vitrais, tapeçaria, livros e manuscritos raros. Em destaque, o retrato da fundadora do museu feito por John Singer Sargent.

Tudo o que há no museu é mantido da mesma maneira desde que a Sra. Gardner os instalou. Ela organizou as coisas da maneira que mais a agradava, não necessariamente reunindo objetos da mesma época, do mesmo país ou do mesmo continente. Com seu gênio forte, a Sra. Gardner determinou em seu testamento que as salas deveriam permanecer como ela idealizou. Para garantir isso, o testamento dava instruções para que fosse realizado um evento em sua memória todos os anos, no dia de seu aniversário, 14 de abril.

Essa icônica cidade americana me proporcionou muitas lembranças para levar para casa. Eu certamente voltarei para mais aventuras. Faça o mesmo!

Para mais informações, visite:

Official Boston Travel Information

Bem-vindo ao Descubra a América!

Agora que se inscreveu, você pode guardar ideias de viagem na sua mala.

Comece a explorar

Digite o seu e-mail e nós lhe enviaremos um link para redefinir a sua senha.

Verifique o seu e-mail.

Comece a explorar

A senha da sua conta foi alterada com êxito. Use a sua nova senha para fazer login.

Comece a explorar