USA Radio
Golden Isles, Geórgia

Golden Isles: cultura e história

Por Kathrin Kana


Já estava escuro quando eu comecei minha viagem para as Golden Isles na costa sudeste da Georgia; eu não sabia o que encontraria de manhã - mas eu acordei e encontrei belíssimas paisagens de tirar o fôlego. A minha estadia foi repleta de tesouros que me convidaram a me aprofundar em sua história. As Golden Isles são compostas por quatro ilhas: St. Simons Island, Sea Island, Little St. Simons Island e Jekyll Island, além da cidade continental de Brunswick. Eu passei meu tempo explorando os locais históricos da St. Simons Island, a maior das quatro.

O farol da St. Simons Island

Comecei minha viagem à St. Simons Island com uma visita ao Farol de St. Simons. Depois de subir 129 degraus até o topo do farol, eu não conseguia acreditar na incrível vista: o Neptune Park, um campo de golfe em miniatura, o belo litoral e vegetação verde em todos os lugares. Originalmente iluminado com óleo, a luz ainda ativa foi convertida em eletricidade em 1934 e ainda usa a lente original de Fresnel de 3ª ordem. O museu e a loja de presentes ao pé da torre também são altamente recomendados.

Christ Church Frederica

Perto dali, eu encontrei a graciosa Christ Church Frederica, uma das mais antigas na Georgia. O edifício original foi destruído durante a Guerra Civil e reconstruído em 1889 por Anson Dodge como um memorial para a sua esposa, Ellen, que morreu em sua lua de mel na Índia. O cemitério adjacente tem túmulos que datam de 1803. Se você acha que isso não é nada mais do que uma pequena igreja, você pode se surpreender ao descobrir que vários presidentes norte-americanos assistiram aos serviços aqui.

Fort Frederica: posto militar do início do século XVIII

Como sempre fui fascinada pela história americana, um dos meus pontos favoritos, na St. Simons Island, é o Forte Frederica. Batizado em homenagem ao príncipe de Gales, Frederick Louis, o filho mais velho do rei George II, foi estabelecido como um posto de defesa contra os espanhóis na Flórida em 16 de março de 1736. Seu fundador, James Edward Oglethorpe, não só veio aqui para defender interesses militares britânicos, mas também por razões comerciais e filantrópicas. Os primeiros colonos eram 44 homens e 72 mulheres e crianças da Inglaterra, Escócia e territórios alemães; apenas alguns anos depois, o número havia subido para 1.000.

Hoje, há apenas ruínas em pé, como os restos do posto abandonado, queimado em 1758. Mas eu ainda o achei impressionante: os restos da parede feita de "tabby, uma mistura de areia, água e conchas de ostras fervidas, deu uma visão sobre a antiga arquitetura, e os carvalhos maciços, com longas e grossas cortinas de musgo espanhol pendentes, pareciam a entrada para um mundo mágico.

Eu achei essa viagem ao passado da América realmente interessante. As Golden Isles são cultural e historicamente impressionantes e vêm completas com praias exuberantes e muita diversão para a família.

Para mais informações, visite:

Official Golden Isles Travel Information

Bem-vindo ao Descubra a América!

Agora que se inscreveu, você pode guardar ideias de viagem na sua mala.

Comece a explorar

Digite o seu e-mail e nós lhe enviaremos um link para redefinir a sua senha.

Verifique o seu e-mail.

Comece a explorar

A senha da sua conta foi alterada com êxito. Use a sua nova senha para fazer login.

Comece a explorar