Este website usa Cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Saiba mais sobre como usamos os Cookies.

x
OK
USA Radio
Alasca

Velejando na Inside Passage

Faça um cruzeiro por algumas das mais belas áreas selvagens do país


A Inside Passage é como um tapete vermelho para o 49º Estado, que se estende por cerca de 800 quilômetros no sudeste do Alasca, das ilhas Queen Charlotte, da Colúmbia Britânica, no sul, até o território de Yukon, no Canadá, ao norte. Algo em torno de 40 navios navegam nessa área no verão, transportando um terço de todos os visitantes do Alasca. E nem sequer estamos contando as balsas estaduais de longa distância, as Alaska Marine Highway, que funcionam durante o ano todo.

A grande atração são as terras selvagens, com montanhas cobertas de neve e florestas densas se estendendo até onde a vista alcança. A Glacier Bay é a mais conhecida das áreas selvagens do sudeste, mas não está sozinha. No fiorde Tracy Arm, montanhas de quilômetros de altura se erguem da superfície da água, exibindo quedas da água que derrete dos picos. Perto do final bifurcado do fiorde, as águas quase são estranguladas pelo gelo, mas conseguem passar, e esculpem toneladas das geleiras gêmeas do South e North Sawyer. Alguns icebergs são tão grandes quanto um navio, enquanto outros só acomodam uma foca comum tomando banho de sol.

Mais ao sul, o monumento nacional Misty Fjords é um lugar magnífico, com quase 1 milhão de hectares de vida selvagem acessível através de uma série de fiordes estreitos — tão estreitos que apenas navios pequenos podem entrar. Florestas de tsugas e pinheiros povoam a paisagem, cercadas por penhascos de 900 metros, com uma névoa quase sempre presente, que conferiu o nome à área e também a sua atmosfera sobrenatural, no estilo "Senhor dos anéis".

E em todos os lugares há vida selvagem, de águias sobrevoando alto a ursos marrons e pretos, alimentando-se de salmão à beira da água. As estrelas do show são, sem dúvida, as baleias, principalmente as jubartes gigantes, que se alimentam e brincam nas águas geladas da região durante o verão.

Aninhadas em meio a toda essa natureza estão as cidades. Sitka, no sudeste, é a região mais bonita, e a meridional Ketchikan talvez seja a mais turística. Mais ao norte se encontra Juneau, a descontraída capital do Alasca, com centro montanhoso, caminhadas no topo da montanha e nas proximidades da geleira Mendenhall. Skagway, a leste da Glacier Bay, é uma cidade encantadora e bem preservada da corrida do ouro, que agora garimpa apenas as carteiras dos turistas. Admire a arquitetura do século XIX e então pegue um mapa de trilha e caminhe nas colinas ou pegue a histórica e estreita White Pass e Yukon Route Railroad até o topo do White Pass, com 873 metros.

Os navios que navegam no Alasca variam de cruzeiros com 2.000 ou mais passageiros, até expedições de 100 passageiros. Os grandes cruzeiros oferecem tarifas mais baratas, mas os pequenos navios oferecem a melhor experiência do Alasca real, concentrando-se muitas vezes em áreas naturais e cidades menores, menos visitadas. Para uma experiência mais boêmia, a balsa do Alaska Marine Highway oferece uma espécie de passe, ao estilo do Eurail, para você se aventurar ao longo da costa, deixando-o parar por dias em cidades diferentes.

Essa ideia de viagem pode ser encontrada em:

1.000 lugares para ver nos Estados Unidos & no Canadá antes de morrer©

Para informações completas sobre os locais mencionados aqui, além de muitas outras ideias de viagens nos Estados Unidos, veja o best-seller de Patricia Schultz.

Bem-vindo ao Descubra a América!

Agora que se inscreveu, você pode guardar ideias de viagem na sua mala.

Comece a explorar

Digite o seu e-mail e nós lhe enviaremos um link para redefinir a sua senha.

Verifique o seu e-mail.

Comece a explorar

A senha da sua conta foi alterada com êxito. Use a sua nova senha para fazer login.

Comece a explorar