USA Radio
junho 15, 2014

Monterrey, Carmel e Big Sur


Acordamos com a chuva (pôxa!). Mas a Califórnia estava passando por um período de seca e a chuva foi bem-vinda. A neblina na costa, principalmente na região noroeste, como aprendemos com um morador local, faz parte do charme da experiência pela Pacific Coast Highway. Decidimos não nos deixar intimidar. Estávamos ansiosos para levar nossos amigos do Japão para a viagem da vida deles (mesmo tendo que deixar a ideia do carro conversível de lado).

Chuva e trânsito, mas sem preocupações
Saindo de São Francisco, em direção ao sul, você pode seguir pela Highway 101 e pegar uma rota mais direta ou seguir pela Route 1. O trajeto pela Route 1 leva uma hora a mais, mas a paisagem é incrível. Ficamos impressionados com as vistas de falésias profundas espalhadas pela costa do Oceano Pacífico, e essa uma hora a mais de viagem nos recompensou com ótimas oportunidades para tirar fotos espetaculares.

Como os outros turistas e os guias afirmam, o importante nessa encantadora estrada costeira é a jornada. Em meio a essa paisagem surpreendente, fica fácil esquecer que você tem um destino. Quando chegamos à península de Monterey, estávamos prontos para esticar as pernas.

Conheça Monterey e as pequenas lojas da Cannery RowEssa rua na orla, que ficou famosa com o romance Cannery Row do escritor norte-americano John Steinbeck, está repleta de lojas encantadoras, restaurantes animados e hotéis butique. Não conseguimos resistir e paramos em uma adega, que nos ofereceu uma degustação de alguns vinhos tintos locais, com uma seleção de queijos para acompanhar. Nos sentimos obrigados a aproveitar a experiência devido à proximidade com a famosa região dos vinhos da Califórnia. Mas esse destino fica para outra viagem. (Nota útil: Monterey e Santa Barbara não ficam para trás e têm vinhos locais fantásticos que não fazem parte do famoso circuito da região.)

A elegância de Pebble Beach
Em seguida, atravessamos a 17-Mile Drive. Essa via impressionante e sinuosa ao longo da famosa Pebble Beach recebe campeonatos de golfe, conta com mansões espetaculares e serve de palco para exposições de carros antigos. Pebble Beach é um destino obrigatório para os amantes de carros e do golfe. Queríamos ter conseguido passar mais tempo na região.  

Parada obrigatória: Mission San Borromeo del Rio Carmelo
O cenário mudou quando o sol apareceu e entramos em Carmel. Nossa primeira parada foi a Mission San Borromeo del Rio Carmelo, que foi completamente restaurada. Foi impressionante presenciar o esplendor original do século 18. Uma das 21 missões estabelecidas pelos espanhóis nos séculos XVIII e XIX, essa basílica com estilo colonial espanhol está cercada de jardins exuberantes e apresenta muitas informações aos visitantes, além de servir de inspiração. Aprendemos que muitas coisas, como a arquitetura, os nomes dos lugares e a atmosfera, na Califórnia são resultado da influência colonial espanhola. Conhecer essa história deixou nossa experiência ainda mais rica. 

Uma boa caminhada 
Já tínhamos visto um pouco de cultura, e estava na hora de explorar a vida ao ar livre. Seguimos para o sul em direção a Point Lobos, uma reserva natural de mais de 530 hectares. Os guias simpáticos indicaram o caminho que levaria às vistas panorâmicas da costa e às majestosas árvores ciprestes, onde é possível observar mais de 270 espécies de aves. Nós conseguimos avistar uma garça, borrelhos e um búteo. Lá embaixo, encontramos pinhas, que nossos amigos do Japão nunca tinham visto. E, o melhor de tudo, o parque estava praticamente deserto.

Um hotel inesquecível para um dia inesquecível
Cansados, famintos e felizes, seguimos 50 km para o sul, até o Big Sur River Inn. Muito mais do que um hotel, o Big Sur River Inn é um destino: um refúgio rústico em meio às sequóias da Califórnia. Esse lugar convida você a literalmente entrar em contato com a natureza. Não havia TV nem telefone nos quartos e, com esse ambiente incrível, nem nos importamos com isso. Nos instalamos e seguimos para o restaurante do deck, com uma atmosfera aconchegante de pátio ao ar livre. Nos deliciamos com a carne de peite (outra novidade para nossos amigos japoneses) e com os anéis de cebola empanados em massa crocante (o novo petisco favorito deles), que harmonizaram muito bem com os vinhos locais e o ambiente exuberante, uma forma perfeita de relaxar e recarregar as energias. 

Amanhã vamos explorar mais da região que os espanhóis chamavam de "O grande sul". Você sabe como a região é chamada hoje? Não deixe de conferir a resposta.

Dica 
Prepare sua câmera para registrar o momento em que o sol se põe no oeste dessa costa idílica.

Leia mais sobre essa viagem
Bem-vindo ao Descubra a América!

Agora que se inscreveu, você pode guardar ideias de viagem na sua mala.

Comece a explorar

Digite o seu e-mail e nós lhe enviaremos um link para redefinir a sua senha.

Verifique o seu e-mail.

Comece a explorar

A senha da sua conta foi alterada com êxito. Use a sua nova senha para fazer login.

Comece a explorar